‘Não queremos irmãos argentinos fugindo para cá’ diz Bolsonaro após derrota de Macri em primárias

A Argentina terá eleições em outubro e os argentinos tiveram que comparecer às urnas para eleições primárias. Jair Bolsonaro (PSL) resolveu comentar sobre a derrota de seu aliado, Mauricio Macri. O atual Presidente do Brasil diz que o país vizinho corre o risco de ficar igual a Venezuela, caso Cristina Kirchner volte a comandar o país.

As eleições primárias definem quem serão os candidatos e também servem como uma pesquisa eleitoral. Parece que Mauricio Macri, que é um político de direita como Jair Blsonaro, não agradou a maioria dos argentinos e ficou com 32,08% dos votos. Com 99,37% das urnas apuradas, Alberto Fernández, que montou chapa com a ex-presidente Cristina Kirchner como vice, teve 47,66% dos votos. 

LEIA MAIS: Profecia contra Valdemiro Santiago estaria se cumprindo: ‘Afundar na crise’

Bolsonaro diz que não quer Argentino fugindo para o Brasil

“Povo gaúcho, se essa ‘esquerdalha’ voltar aqui na Argentina, nós poderemos ter, sim, no Rio Grande do Sul, um novo estado de Roraima. E não queremos isso: irmão argentinos fugindo pra cá, tendo em vista o que de ruim parece que deve se concretizar por lá caso essas eleições realizadas ontem se confirmem agora no mês de outubro”, disse Bolsonaro.

Presidente do Brasil diz que Cristina Kirchner, Dilma Rousseff e Maduro são da mesma turma

“Não se esqueçam que aqui, mais ao Sul, na Argentina – o que aconteceu nas eleições de ontem. O que aconteceu nas eleições de ontem… A turma da Cristina Kirchner, que é a mesma da Dilma Rousseff, que é a mesma de [Nicolás] Maduro e [Hugo] Chávez, e Fidel Castro, deram sinal de vida aqui”, disse Bolsonaro

Comente aqui!

Profecia contra Valdemiro Santiago estaria se cumprindo: ‘Afundar na crise’

Simone, da dupla com Simaria, reprova cabelo novo; ‘parece miojo’