in ,

Dilma acusa Bolsonaro: ‘Ele quer que muitas pessoas no Brasil estejam infectadas’

Lula estava em uma reunião, que tinha como assunto as falhas do atual governo em relação a pandemia. O debate foi coordenado pelo  ex-ministro da Saúde Arthur Chioro. Dilma Roussef também estava presente.

O ex-presidente voltou a falar sobre Bolsonaro e o criticou sobre suas últimas atitudes em relação a cloroquina. Para quem não sabe, Bolsonaro defende o uso do medicamento para tratar o coronavírus mas diversas pesquisas afirmam que o remédio não tem eficácia contra o Covid-19.

“Isso é um convite à morte, porque não é possível um cara que mal e porcamente foi tenente do exército, que foi expulso, queira dar lições de remédio à ciência do mundo inteiro”, diz Lula.

Lula disse que eles precisam alertar a população sobre o uso de remédios que não ajudam em nada no tratamento contra o coronavírus: “É preciso que a gente, com a comunidade médica se mobilizando, convença sociedade que não é prudente tomar esse remédio, é melhor aceitar e acatar recomendações médicas”, disse.

Dilma Roussef deu sua opinião:

“Acho que o grande problema do Bolsonaro é que o ele optou, de forma deliberada, pela alternativa de infecção do rebanho. Ou seja, ele quer que muitas pessoas no Brasil estejam infectadas e aí ele acredita que nós poderemos minimizar os efeitos da pandemia. Não interessa quantos morram, porque é apenas uma ‘gripezinha’ e por aí”, disse ela.

Escrito por Rakel Liver

Meu nome é Raquel oliveira. Formada em jornalismo e sou escritora em portais de notícias desde 2016. Já fui redatora do site Blasting News. Escrevo sobre famosos, curiosidades e principais notícias que estão bombando no Brasil e no mundo.

Email: raqueloliver605@gmail.com