in

Sikêra Jr xinga trans, que interpretou Jesus Cristo, e é condenado a pagar 30 mil

Sikêra Jr é um dos jornalistas mais populares do Brasil. Ele apresenta um jornal sério mas com um toque de humor. O apresentador adora opinar sobre política e assuntos derivados em seu programa na Rede TV. Em um dos seus programas ele xingou uma trans, que interpretou Jesus crucificado.

Em uma Parada do Orgulho LGBT (Lésbica, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), Viviany Beleboni ficou muito famosa. Ela foi muito criticada pelos conservadores, Sikêra Jr xingou a moça de ‘raça desgraçada’.

“Isto é um lixo, uma bosta, uma raça desgraçada”, disse ele. O apresentador se defendeu: “apenas emitiu opinião sobre movimentos que, como a Parada Gay e seus adeptos, tratam com chacota os símbolos do cristianismo”.

O apresentador já foi condenado a pagar R$ 30 mil de indenização. “O fato de a autora ser artista reconhecida não autoriza que possa ter sua imagem exposta sem autorização e ser chamada de ‘raça desgraçada’ em contexto de crítica à prática de um crime que com ela não tem qualquer relação”, diz a sentença.

Dê a sua opinião!

Escrito por Rakel Liver

Meu nome é Raquel oliveira. Formada em jornalismo e sou escritora em portais de notícias desde 2016. Já fui redatora do site Blasting News. Escrevo sobre famosos, curiosidades e principais notícias que estão bombando no Brasil e no mundo.

Email: raqueloliver605@gmail.com