in ,

José de Abreu fala da morte do filho: ‘Maior dor de um pai’

Domingo passado, 9 de agosto, foi o Dia dos Pais, e José de Abreu pareceu emocionado com a data. Ele lembrou a morte do seu filho primogênito Rodrigo, que morreu há 28 anos.

“A maior dor de um pai é perder um filho. É a vida invertida. Este é o Rodrigo, meu primogênito, que cumpriu seu karma rápido demais. Lá se vão 28 anos. (Um dia nos veremos de novo, filho)”, publicou.

O rapaz teria 49 anos hoje, ele morreu aos 21 anos de idade. Rodrigo faleceu depois de cair da janela do apartamento que dividia com o pai, no Rio de Janeiro.

Em uma entrevista antiga, José se diz acreditar na reencarnação e falou como faz pra enfrentar o problema:

“É terrível, mas, como eu tinha estudado religiões espiritualistas, acredito em reencarnação. Isso ajuda muito a curar. Mas a dor você vai carregar pelo resto da vida. Não há substituto”, definiu.

Escrito por Rakel Liver

Meu nome é Raquel oliveira. Formada em jornalismo e sou escritora em portais de notícias desde 2016. Já fui redatora do site Blasting News. Escrevo sobre famosos, curiosidades e principais notícias que estão bombando no Brasil e no mundo.

Email: raqueloliver605@gmail.com